OS 37 ANOS DA SALA DO PASCHOAL – Araraquara News

OS 37 ANOS DA SALA DO PASCHOAL

Sob o título acima, o jornalista e radialista Wilson Silveira Luiz traz a público informações valiosas e curiosas a respeito de como nasceu a Sala de Reminiscências Esportivas de Paschoal Gonçalves da Rocha. Paschoal encontrou no Wilson um grande apoio para consolidação de seu sonho.
“Ferroviária em Campo” abre espaço para o apreciado texto de Wilson Luiz.
OS 37 ANOS DA SALA DO PASCHOAL
    
Especial  Wilson Silveira Luiz
    
Em 1979, encontrei num cesto de lixo na antiga sede da AFE na Avenida Duque de Caxias, quase uma centena de fotos históricas da Ferroviária, incluindo a 1ª excursão pela Europa e África. 
O saudoso Paschoal Gonçalves da Rocha, em janeiro de 1980, participando do Programa Janela Esportiva, da Rádio Cultura, Avenida Espanha, me disse que estava juntando muitas fotos e que pensava em organizar uma sala para expor esses registros.
Aproveitei e lhe ofereci aquelas fotos encontradas num cesto de lixo na ex-sede da AFE. E em pouco tempo, o “Paschoalito” havia reservado um espaço em sua residência para a exposição que em pouco tempo tornou-se um dos maiores relicários fotográficos do esporte interiorano e um dos maiores do Brasil. 
A Sala foi inaugurada em maio de 1980, contando com o apoio de Vicente Michetti e apoio profissional de Benedito Reginaldo Viviani (Tetê).
A minha especial saudação à Dona Rose, aos filhos Arthur, Rogério, Valéria e meu afilhado Cesar.
Isso mesmo. Nossa amizade era tão sólida que o Paschoal me convidou para ser padrinho do agora jornalista formado pela Uniara, Cesar Ortega Gonçalves da Rocha.
A Sala que hoje está situada no Complexo Aquático Lucas Nogueira Garcez, na ARENA DA FONTE é visitada por muita gente interessada em conhecer detalhes preciosos da história do esporte amador e da Ferroviária, Corinthians, Palmeiras, Santos, São Paulo, etc. 
O pessoal da Torcida Coração Grená vai comemorar esses 37 anos de implantação da Sala, no sábado, dia 27, às 14 horas, na ARENA DA FONTE.

Parabéns Marcos Vintecinco, Rodrigo Sossolote e outros componentes da Coração Grená (nome sugestivo que faz lembrar do próprio Paschoal que tinha na AFE a sua grande paixão, além da família). 


 

 



Elaboração e edição: Vicente Henrique Baroffaldi e Paulo Luís Micali 

Fonte: Ferroviária Em Campo

veja mais

Editorial: SOBRE QUANDO GETÚLIO VARGAS QUASE FOI ATINGIDO POR UM OVO EM ARARAQUARA