Araraquara News

Operação da CPFL Paulista desfaz ligação irregular em estabelecimento comercial de Araraquara

Região 655 Acessos

Operação da CPFL Paulista desfaz ligação irregular em estabelecimento comercial de Araraquara

Toda energia consumida por comércio de carnes em condomínio da cidade não era registrada

IMPRIMIR
Use este espaço apenas para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.

Uma operação da CPFL Paulista, em parceria com a Polícia Militar, desfez a ligação irregular de energia identificada em um ponto comercial em Araraquara no último final de semana. O responsável pelo estabelecimento, que comercializa carnes, foi conduzido à Delegacia de Polícia, onde foi registrado Boletim de Ocorrência a partir da confirmação da prática do furto de energia.

No caso desta casa de carnes, que fica em um condomínio de alto padrão, a CPFL já havia feito outros cortes do fornecimento de energia, entre abril e o início deste mês. Porém, o responsável pelo estabelecimento religava a energia por conta própria e de maneira irregular. Na ação do último final de semana, foi lavrado Termo de Ocorrência de Inspeção (TOI) pela prática do furto de energia e auto religação sem medidor.

Após confirmado o furto, a CPFL realiza os cálculos e estima a quantidade de energia furtada, ou seja, o que foi consumido pelo estabelecimento e que deixou de ser pago à distribuidora. Desta forma, a companhia pode fazer a cobrança retroativa dos valores, o que, a partir de agora, passa a ser negociado com o responsável pelo estabelecimento.


Ligação de energia feita direta, sem medidor

Fraudes e furtos de energia são crimes previstos no Código Penal. As penas podem chegar a até quatro anos de prisão. Além disso, a pessoa que for flagrada cometendo a irregularidade, terá cobrados os valores retroativos referentes ao período em que deixou de pagar pelo fornecimento. Vale destacar também que a ligação clandestina é considerada furto de energia.

“O furto de energia traz perdas comerciais para clientes regulares, poder público e para a distribuidora de energia. Além da questão financeira, as ligações clandestinas geram instabilidade ao sistema elétrico, podendo levar a desligamentos e problemas em equipamentos, como transformadores”, comenta Daniel Carvalho Pinto, gerente de Gestão de Energia e Receita da CPFL.

DENUNCIE - Clientes da CPFL Paulista podem contribuir de forma sigilosa, para o combate às irregularidades por meio dos canais disponibilizados pela concessionária. Denúncias podem ser realizadas pelo aplicativo “CPFL Energia”, disponível para todas as plataformas de dispositivos móveis, pelo site www.cpfl.com.br/fraude, ou pelo e-mail denunciafraude@cpfl.com.br​.

FONTE/CRÉDITOS: Assessoria CPFL
FONTE/CRÉDITOS (IMAGEM DE CAPA): Divulgação/CPFL
Comentários: