Araraquara News

Notícias/Região

Repúdio ao caso de homofobia em Rincão

Vereador Neto Negri e presidente da Apae, João Matheus Bolito, têm sofrido ataques de membro do Legislativo

Repúdio ao caso de homofobia em Rincão
Use este espaço apenas para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.
enviando

As ofensas homofóbicas direcionadas ao vereador Neto Negri e ao presidente da Apae de Rincão, João Matheus Bolito, pelo vereador Balestero na última semana já mobilizaram a imprensa, já geraram reações e defesas justas e urgentes. 
Mas entendo ser muito necessária a minha declaração de apoio a ambos como deputada estadual, como agente político que admira o trabalho de ambos e, principalmente, como parlamentar que defende os direitos da comunidade LGBTQIA+. A garantia de direitos de gays, lésbicas, bissexuais, transexuais, travestis e demais pessoas contempladas pela sigla é uma bandeira do nosso mandato, e disso não arredamos pé. 
As falas do senhor vereador são, no mínimo, indecorosas para alguém que foi eleito democraticamente para ocupar um cargo público no Legislativo. São falas violentas, agressivas, cruéis. Não são dignas do cargo que ele ocupa e são passíveis de um pedido de cassação sim.
Quem mora em cidades como a nossa querida Rincão, onde todos se conhecem e o convívio é fato, sabe como esse tipo de agressão fere não só quem é atacado, mas também quem está ao seu entorno, seus amigos e familiares. Lembro ainda que ofensas homofóbicas, assim como ofensas racistas e misóginas, não ofensas pessoais. Elas ferem uma coletividade inteira! E nesse momento eu me coloco solidária não só ao João Matheus e ao Neto, mas a todos que foram atingidos por essas falas horríveis. Seus amigos, familiares e toda a comunidade LGBT. 
Mas, para além das questões de direito e questões também afetivas, a sexualidade de nenhuma pessoa precisa ou deve ser colocada em questão quando se trata de suas atividades profissionais e afins. 
Neto Negri tem tido uma atuação parlamentar admirável, fiscalizando o Executivo e propondo políticas para a cidade de Rincão, inclusive para a comunidade LGBTQIA+, que tanto luta por direitos, por voz, por espaço e pela própria vida. 
João Matheus Bolito, que já foi o vereador mais jovem desta mesma Câmara de Rincão, também com um mandato invejável, tem feito um trabalho incomparável à frente da Apae de Rincão. Encontrou uma entidade repleta de problemas, inclusive de ordem jurídica, e está fazendo história. Conseguiu recursos para uma reforma que mudará a trajetória da Apae de Rincão, melhorando e ampliando sua estrutura física e oferecendo um atendimento muito mais acolhedor e eficiente aos seus alunos. 
É disso que devemos falar quando citamos estes dois jovens agentes políticos da cidade de Rincão. É isso que deve ser questão quando falamos destas figuras públicas, e não sua sexualidade. Mas se o senhor vereador quer colocar isso em pauta, saiba que vai ter que engolir esta realidade: João Matheus e Neto são sim dois jovens homossexuais e como também são muito competentes nas funções públicas que assumiram o mundo vai ter que aceitar já deixaram suas marcas de forma mais que positiva por onde estão passando, muito diferente da história de quem os ataca!

Comentários:

Veja também