Araraquara News

Inscreva-se em nosso Youtube

. Ao vivo

Notícias/Mundo

Planetas começam a se alinhar para conjunção épica

Júpiter, Vênus, Marte, Saturno, Mercúrio, e Urano vão se alinhar para formar um fenômeno raro.

Planetas começam a se alinhar para conjunção épica
Essas conjunções raras, mas não únicas na vida, oferecem uma excelente oportunidade para aprender como são os planetas Foto: reprodução
Use este espaço apenas para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.
enviando
 

Os planetas se preparam para uma conjunção épica! Júpiter, Vênus, Marte, Saturno, Mercúrio, e Urano vão se alinhar para formar um fenômeno raro.

Júpiter se moverá para a posição mais próxima do horizonte leste e quase no topo de Vênus. Um pouco ao sul e acima estará Marte parecendo muito vermelho, e então Saturno mais acima e mais ao sul.

O ápice do alinhamento está previsto para 17 de junho. (veja explicação abaixo) Mas para a maioria das pessoas, o momento ideal para assistir ao fenômeno poderá ser antes, no dia 23 de abril.

O melhor horário para ver será 45 minutos antes do sol começar a nascer, olhando para o sudeste.

Começou em março

De agora até o início de julho, os cinco planetas mais próximos da Terra se juntarão lentamente a uma linha de conga celestial no céu antes do amanhecer.

Essas conjunções raras, mas não únicas na vida, oferecem uma excelente oportunidade para aprender como são os planetas, encontrá-los com um telescópio ou binóculos e apresentar algumas crianças à observação de estrelas.

Tudo começou na quarta conjunção deste século, no final de março, quando Vênus, Marte e Saturno começaram a se agrupar no sudeste.

Dicas de observação

Uma lua crescente fina, prevista para 17 de junho, tornará Mercúrio fácil de encontrar, olhando logo abaixo dela e à direita. Urano e Netuno também estarão no céu, mas exigirão o uso de binóculos ou um telescópio.

Para ter certeza de que está olhando para um planeta e não para uma estrela, procure luz constante, que pode ser confirmada com binóculos.

A diferença é que as estrelas brilham, os planetas não.

Com informações do GNN

Espalhe notícia boa!
FONTE/CRÉDITOS: Só Notícia Boa
Comentários:

Veja também