Araraquara News

Notícias Saúde

'Quero agradecer às pessoas que, de maneira, altruísta, se cadastram como eventuais doadores’, comenta especialista da Unimed

Dra Fernanda Garcia Cardoso reforça, no Dia Mundial do Doador de Medula Óssea (18/09), a importância desse ato

'Quero agradecer às pessoas que, de maneira, altruísta, se cadastram como eventuais doadores’, comenta especialista da Unimed
Dra Fernanda Garcia Cardoso, hematologista e hematerapeuta da Unimed Araraquara (Foto: Divulgação)
Use este espaço apenas para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.
enviando

Segundo a Dra Fernanda Garcia Cardoso, hematologista e hematerapeuta da Unimed Araraquara, cerca de 60 doenças podem ser curadas por meio do transplante de medula óssea. Atualmente, no Brasil, são mais 3 milhões de doadores cadastrados, sendo o terceiro país do mundo nesse quesito, ficando atrás apenas do Estados Unidos e a Alemanha.

E para lembrar a importância desse ato de amor ao próximo, o mundo, hoje, celebra o Dia Mundial do Doador de Medula Óssea (18/09), data adjetivada pela especialista como uma data alegria, comemoração e agradecimento. “Meu muito obrigado às pessoas que, de maneira, altruísta, se cadastram, no redome, como eventuais doadores para uma compatibilidade junto a um paciente que tem, no transplante, a sua única alternativa de cura”, comenta a Dra Fernanda Garcia Cardoso.

Em Araraquara, a coleta é feita no Hemonúcleo Regional, localizado na Rua Expedicionária do Brasil, 1621, no Centro. O atendimento ocorre de segunda à quarta, das 14h às 15h (para este tipo de acolhimento). O telefone para informações ou agendamentos é (16) 3301.6102. Os outros locais que aceitam voluntários, no Brasil, podem ser consultados neste link. 

“É uma doação super simples. Nela, é colhida uma amostra de sangue periférico e o doador tem só alguns critérios a respeitar, como não ter nenhum antecedente de doenças oncológicas, hematológicas (no sangue) e auto-imunes – como a Lupus”, revela a médica.

Em 2021, houve uma edição, uma portaria (Portaria n°685, de 16/06/2021), sobre a idade de doação de medula. Antes limitada às pessoas de 18 a 55 anos, agora, ela abrange a faixa etária dos 18 a 35 anos. “Lembrando que, caso você tenha uma compatibilidade detectada, você pode ser chamado até os 60 anos. Logo, é importante que você faça a atualização periódica do seu cadastro. Clique aqui para realizar o processo”, recomenda.

Comentários:

Veja também

Crie sua conta e confira as vantagens do Portal

Você pode ler matérias exclusivas, anunciar classificados e muito mais!