Araraquara News

Notícias/Esporte

Vídeo / Corinthians 1(7) X 1(6) Guarani - Paulistão 2022!

O time alvinegro não fez um grande jogo, mas acabou avançando nos pênaltis.

Imagens
Use este espaço apenas para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.
enviando
 

O Corinthians sofreu, mas está na semifinal do Campeonato Paulista. Garantiu a classificação ao vencer às duras penas, nesta quinta-feira, o Guarani por 7 a 6 nos pênaltis, após empate por 1 a 1 no tempo normal, na Neo Química Arena. Cássio pegou uma penalidade e garantiu o time na semifinal. Mas o Alvinegro, com o empate nos 90 minutos, vai ter de jogar domingo, contra o São Paulo, no Morumbi, casa do adversário.

 

TIMÃO NA FRENTE!

Com 30 segundos de partida, Renato Augusto sofreu uma entrada dura de Madison e sentiu bastante o tornozelo direito. Atendido, voltou a campo mancando. Em seguida, com pouco mais de 3 minutos, saiu o primeiro cartão amarelo. Mateus Ludke fez falta dura em Willian no meio de campo e foi advertido por Flávio Rodrigues de Souza. Com isso, o árbitro sinalizou que não pretendia ser conivente com o jogo brusco.

A primeira boa chance do Corinthians ocorreu aos 4 minutos. Fagner recebeu de Du Queiroz e bateu forte, mas Kozlinski mandou a escanteio. O Corinthians dava pouco espaço para o Guarani jogar. Tomava a iniciativa e, quando perdia a bola, pressionava o adversário em qualquer parte do campo, buscando retomá-la o mais rapidamente possível.

Willian e Paulinho deram trabalho ao goleiro do Guarani como consequência do melhor volume de jogo corintiano. O time de Campinas só chegou com mais perigo pela primeira vez aos 20 minutos, em contra-ataque, mas Gil conseguiu travar a conclusão de Nícolas Careca.

Mas as estocadas do visitante eram exceção. O Corinthians se mantinha bem na partida. Róger Guedes teve um chute em direção ao gol interceptado por Ronaldo Alves aos 22 minutos; Gil tentou de cabeça aos 25 e Kozlinski pegou; aos 28, Paulinho aproveitou rebote do goleiro em chute de Willian, mas estava impedido e o gol não foi validado.

Detalhe: a maioria das jogadas do Corinthians era pelo lado esquerdo, feitas com facilidade. Por isso, com 28 minutos o técnico do Guarani, Daniel Paulista, substituiu Mateus Ludke por Ronaldo Andrade, tentando melhorar o setor. Madison, volante, foi deslocado para a lateral direita.

Logo em seguida, e sem nenhuma relação com a alteração, o Guarani teve a até então melhor chance do jogo: Madison acertou uma bomba de fora de área no travessão de Cássio que, surpreendido, não teve reação ao chute.

A partir dos 30 minutos, o Corinthians diminuiu um pouco o ritmo, mais ainda assim continuou no campo de ataque, dando trabalho a Kozlinski em mais três ocasiões. Contudo, aos 43 minutos o goleiro do Guarani nada pôde fazer. Em cobrança de escanteio de Renato Augusto (uma das várias que fez na etapa), o meia colocou a bola na cabeça de Gil, que subiu mais alto que a marcação e cabeceou no ângulo direito, sem defesa.

Aos 46, Paulinho quase ampliou, mas seu chute cruzado bateu na trave. No segundo tempo, o panorama não se alterou. O Corinthians continuou em cima do Guarani. Aos 2 minutos Róger Guedes errou por pouco.

EMPATE

Em um vacilo corintiano, o Guarani conseguiu um escanteio em chute de Nícolas Careca e, na cobrança de Giovanni Augusto, João Victor subiu mais de Gil e cabeceou para empatar, num gol quase igual ao do Corinthians.

O empate descontrolou o Corinthians, que passou a errar demais e deu até chance de o Guarani virar. A torcida se irritou, mas ainda assim optou por tentar empurrar o time. Mas o time não se acertava. Caiu muito de produção, as alterações feitas pelo técnico Vitor Pereira não deram resultado – Junior Moraes fez sua estreia – e o Guarani cresceu.

O time só conseguiu voltar a finalizar aos 36 minutos, com Renato Augusto. Mas continuava perdido em campo. Vitor Pereira percebeu que a situação estava complicada e passou a pensar nos pênaltis, ao colocar Fábio Santos no lugar de Lucas Piton. Ainda assim, Paulinho teve grande chance aos 47. Furou. O jogo iria mesmo para os pênaltis.

PÊNALTIS

Na disputa por pênaltis, Fábio Santos, Giuliano, Renato Augusto, o estreante Júnior Moraes, João Victor, Fágner e Adson marcaram para o Corinthians. Giovanni Augusto, Kozlinski, Lucas Venuto, Lucão do Break, Bruno Silva, e Ronald fizeram para o Guarani, mas Madison perdeu sua cobrança. Bateu e Cássio defendeu com os pés.

FONTE/CRÉDITOS: Futebol Interior
Comentários:

Veja também